. .

Parceria entre Sindmóveis e Apex-Brasil garante desenvolvimento sustentável do setor moveleiro

Os fornecedores da indústria moveleira são os grandes indutores de inovação ao setor – seja o fabricante de tecnologias, insumos, acessórios e também os estúdios de design, no segmento de serviços. Esse elo é fundamental para aumentar a competitividade da indústria como um todo: estima-se que 70% do valor da produção de móveis passa pelos insumos e consumo intermediário do setor. Do total da produção de móveis, 46,7% são componentes.

Os dados acima exemplificam a relevância estratégica dos projetos que o Sindmóveis Bento Gonçalves mantém em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil. Desde 2006, o Projeto Orchestra Brasil fomenta as exportações de indústrias fornecedoras e, desde 2012, O Projeto Raiz posiciona o design brasileiro no exterior. Para o Sindmóveis, qualificar a cadeia moveleira como um todo para atuação no mercado externo reflete, também, em inovação e diferenciação que serão absorvidas pela indústria moveleira. Isso acontece porque a maioria das indústrias pertencentes ao setor de fabricação de móveis é de pequeno têm baixa escala de produção – ou seja, competitividade está diretamente ligada à competitividade de seus fornecedores.

O Sindmóveis observa um grande crescimento nos valores exportados pelas empresas apoiadas pelo Projeto Orchestra Brasil, no número de empresas apoiadas e relevância geral do projeto, especialmente nos últimos quatro anos. O desempenho das empresas apoiadas nas exportações foi sistematicamente superior ao setor em geral nos últimos anos, mesmo diante de um cenário de retração geral, especialmente nos anos de 2015 e 2016. Nota-se, também, ao longo desses anos, crescimento de valor exportado em todos os anos.

No que diz respeito ao desempenho do projeto Raiz, que se destina aos estúdios de design brasileiros, existe um grande avanço especialmente no número de licenciamentos para o exterior. Graças ao apoio desses programas, as empresas apoiadas exportaram mais de 150 milhões de dólares em 2018 – sendo mais de 700 milhões de dólares nos últimos cinco anos. O Sindmóveis considera crucial a parceria com a agência nacional, sempre respaldada pela equipe técnica da Apex-Brasil e auditada por empresas sem vínculo com ambas entidades. Estes projetos de base com resultados permanentes e progressivos contribuem para o desenvolvimento de toda a cadeia, posicionando e aumentando também a competitividade dos móveis brasileiros no mundo.