. .

Exportações de móveis crescem 17% no polo de Bento Gonçalves

O mercado externo segue como destaque no desempenho do polo moveleiro de Bento Gonçalves. O Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) divulga o balanço de suas exportações no primeiro trimestre de 2019, com um crescimento verificado de 17,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Desde 2018, o polo vem crescendo nas exportações em taxas superiores ao estado e país. No Rio Grande do Sul, as exportações cresceram 3,1% no período. No Brasil, por outro lado, caíram 2,2%.

Esse desempenho é creditado à performance positiva, principalmente nos Estados Unidos, Arábia Saudita, México, Panamá, Porto Rico e França. Os EUA posicionam-se, atualmente, como principal destino para os móveis do polo, passando da sétima posição no primeiro trimestre de 2018 para a liderança, agora. Uruguai, Chile, Colômbia e Arábia Saudita completam a lista dos cinco maiores destinos para os móveis de Bento Gonçalves nesse trimestre. Com um bom incremento nas negociações com as empresas locais, outros países também despontam com destaque nesse trimestre: México (+ 93,1%), Reino Unido (+ 228%), Panamá (+ 83,9%) e Porto Rico (+ 66,7%).

O presidente do Sindmóveis, Vinicius Benini, destaca o trabalho iniciado pela entidade junto às empresas associadas em direção a investimentos no mercado internacional e diversificação de mercados. É uma reação ao atual desempenho do mercado interno, que acumula perdas há pelo menos cinco anos.  No planejamento da Movelsul Brasil 2020, o fomento às exportações é visto como crucial e a feira já trabalha no planejamento de um grande Projeto Comprador que trará 100 importadores de mercados estratégicos para o expositor. “O Sindmóveis atua em muitas frentes para a indústria moveleira alcançar novos mercados – desde prospecção de oportunidades até atração de compradores. Os índices de crescimento mostram que o trabalho de base faz toda a diferença”, pontua.