Notícia
  • 15 Abr 2013

    Sindmóveis divulga Movelsul 2014 no Panamá


Foto destaque da notícia

  O Sindmóveis estará presente na Expocomer, maior feira profissional multissetorial da América Central, que ocorre de 17 a 20 de abril, na Cidade do Panamá. O objetivo é divulgar a Movelsul Brasil 2014, que já está com 95% de seus espaços comercializados para a edição que será realizada de 24 a 28 de março, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves (RS). Este é o segundo compromisso da agenda de divulgações internacionais da feira, que também participou da Expomueble Guadalajara, em fevereiro.    Segundo o presidente da Movelsul, Henrique Tecchio, a participação na Expocomer é importante para o fortalecimento da imagem do evento brasileiro nos países da América Central, atraindo visitantes e compradores para a feira. Na última edição da Movelsul, em março de 2012, sete dos 30 importadores participantes do Projeto Comprador eram de países da América Central. “O Projeto Comprador é uma ação tradicional da Movelsul em parceria com a Apex-Brasil, de extrema relevância na projeção de negócios gerados pela feira. Por isso, todos os esforços voltados a atrair os países latino-americanos são válidos e serão intensificados a partir do segundo semestre”, frisa.   A Expocomer é um evento direcionado ao fechamento de negócios e que recebe visitantes de países como Estados Unidos, México, Guatemala, Costa Rica, El Salvador, República Dominicana, Honduras, Nicarágua, Colômbia, Peru e Venezuela – além do próprio Panamá. O estande da Movelsul estará localizado no pavilhão destinado especialmente para empresas brasileiras. Essa é a segunda participação do Sindmóveis na feira panamenha com estande próprio.    Além de representar um importante acesso aos mercados da América Central, o Panamá é um país com nível de consumo em crescimento e que possui baixa produção moveleira. Em 2011, a importação de móveis foi de US$ 251,5 milhões, e a média de crescimento anual entre 2007 e 2011 é de 14,4%. Em quatro anos, o mercado se expandiu mais de 70%, sendo o Brasil o terceiro maior fornecedor de móveis para o Panamá, com 8% de participação.    Os maiores concorrentes brasileiros são China e Estados Unidos, que têm mais da metade do total importado pelo Panamá. Nos últimos anos, o país tem sido um dos 20 maiores destinos da produção brasileira, com boa aceitação para móveis de metal, sobretudo estantes, gôndolas e exibidores de mercadorias.