Notícia
  • 28 Ago 2012

    Sindmóveis busca alternativas para o frete rodoviário


Com Lei dos Motoristas, demanda para transporte ao norte e nordeste do país via porto de Rio Grande pode crescer        A presidente do Sindmóveis, Cátia Scarton, avalia que a indústria moveleira ainda é muito dependente do transporte rodoviário, cujos custos afetam a competitividade do setor. Segundo ela, as transportadoras já aplicaram reajustes para a indústria e esta, muitas vezes, não consegue repassar o aumento de preços. Além disso, o alargamento dos prazos de entrega também poderá afetar o mercado. “A alta concorrência do setor faz com que qualquer alteração nos custos afete nosso desempenho”, pontua.   Já o representante do Tecon Rio Grande na Serra Gaúcha, Rodrigo Brunetto, explica que o aumento no frete rodoviário ocasionado pelas exigências da nova lei pode acarretar uma procura maior pelo serviço de cabotagem – transporte marítimo dentro do território brasileiro. Conforme Brunetto, o transporte de cargas para o norte e nordeste via contêiner, que já era financeiramente mais econômico que o rodoviário, poderá ser ainda mais vantajoso. Em alguns casos, a redução de custos pode chegar a 40%. “Nos casos de carga fechada, o navio leva mais tempo para chegar ao destino do que uma carreta. Contudo, quando falamos de entregas fracionadas - que é o grande volume - o tempo de trânsito do navio se torna muito competitivo, além da diminuição no manuseio da mercadoria bem como riscos de roubo de carga. Daí a necessidade de desenvolvimento de parceiros logísticos na região para a distribuição desses móveis”, detalha.    De janeiro a junho de 2012, foram despachados para cabotagem 287 contêineres. Além desse tema, serão discutidas outras questões que interferem no custo/benefício do transporte marítimo, como a integridade no transporte da carga; flexibilidade na entrega; custo de avarias e seguros; risco de roubos e furtos. A redução nas emissões de gás carbônico na atmosfera também será abordada. A reunião será realizada às 10h30min, no auditório B do CIC-BG. Empresas interessadas em participar devem confirmar presença pelo telefone 2102 6800 ou pelo e-mail muriel@sindmoveis.com.br.