Notícia
  • 23 Set 2013

    Sindmóveis apresenta a associadas oportunidades de negócio na África


Foto destaque da notícia

O Sindmóveis, por meio de seu Comitê Internacional, vem apresentando às empresas associadas informações de mercado que possam contribuir com o aumento das exportações por meio da diversificação de destinos. Atualmente, a China é o maior fabricante de móveis no mundo, além de ter registrado o maior crescimento nos últimos cinco anos. O Brasil é o sexto maior produtor de móveis do mundo, mas, no ranking das exportações, aparece apenas na posição de número 29. 
O mais recente estudo elaborado pelo Comitê aponta oportunidades de negócio em países do norte da África. Nenhuma das indústrias do polo mantém negócios na região, embora esse tenha sido um mercado bastante ativo até 2008. O diretor Internacional do Sindmóveis, César Boeira Nepomuceno, apresentou às empresas uma listagem de importadores concentrados na Argélia, Egito e Marrocos para que sejam definidos os lojistas prioritários e promovido um Projeto Comprador. “A China detém aproximadamente 70% das importações desse mercado, mas os móveis consumidos se assemelham muito aos produzidos em Bento Gonçalves. Por isso, consideramos essa uma boa oportunidade para o polo”, afirma. 
As empresas que têm participado das reuniões do Comitê Internacional aprovam os estudos de prospecção de mercados. A coordenadora comercial da Motiva Móveis, Diana Dalla Costa, conta que a empresa mudou drasticamente sua linha de produtos recentemente, passando do nicho residencial econômico para móveis de escritório de nível médio – e que, portanto, necessita reposicionar-se no mercado externo. Segundo ela, a empresa está prospectando novos mercados não somente para incrementar o faturamento, mas também pelo fortalecimento de marca e para ampliar sua participação além das fronteiras do mercado interno. 
O gerente de Exportações da Ditália, Gustavo Milan, indica que essa é uma boa oportunidade para que a empresa possa ter acesso às empresas instaladas na região e possíveis parceiros comerciais. “Podemos dizer que, logisticamente, temos condições de abastecer aquele mercado com agilidade, o que é uma vantagem competitiva. Além disso, se analisarmos o contexto africano, é uma região com boa representatividade nas importações de móveis e com uma população abrangente”, aponta.
O Comitê Internacional do Sindmóveis mantém reuniões periódicas com o intuito de fornecer às empresas associadas subsídios para a conquista de novos mercados no exterior.