Notícia
  • 18 Set 2012

    Projeto Orchestra qualifica designers para o mercado externo


  Em curso ministrado pelo gerente de Negócios Internacionais do Banco do Brasil, profissionais conheceram as possibilidades de financiamento e linhas de crédito para exportação   Com a inclusão do serviço de design entre as categorias de fornecedores do setor moveleiro inclusas no projeto Orchestra Brasil de incentivo às exportações, os designers passaram a contar com apoio para sua inserção no mercado externo. Desde março, quando foi assinado o convênio entre o Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para realização do projeto, 26 designers de todo o país já aderiram à iniciativa, buscando qualificação para as exportações, promoção comercial, oportunidades de participação em feiras e eventos pelo mundo e acesso a linhas de crédito e financiamento.   O Banco do Brasil, instituição parceira da Apex, oferece capacitação para exportações e financiamento de bens e serviços com quitação pré ou pós-faturamento. Na última semana, o gerente de Negócios Internacionais Maicon Bertuol ministrou um curso para os designers participantes do projeto Orchestra Brasil abordando fundamentos das exportações de serviços; instituições de apoio e promoção das exportações de serviços; modalidades de pagamento; contratos de câmbio; instrumentos de crédito e financiamentos e planejamento estratégico.    Segundo Bertuol, o Brasil possui hoje o terceiro maior déficit mundial na balança comercial de serviços, perdendo apenas para China e Arábia Saudita. Adicionalmente, ocupa apenas a 31ª posição no ranking dos maiores exportadores de serviços. Desse modo, a demanda mundial representa uma oportunidade para os designers brasileiros. Contudo, faz-se necessário um estudo prévio das condições de cada mercado em potencial, levando-se em consideração desde aspectos econômicos e culturais até os hábitos de pontualidade financeira e o limite recomendado para negócios. “Existem muitas oportunidades no mercado externo, mas é preciso comparar aspectos de concorrência e isso é muito mais simples em se tratando de produtos do que serviços. Portanto, o designer deve se munir de todas as informações possíveis sobre o país importador dos seus serviços”, avalia o gerente.    O projeto Orchestra Brasil passou a incluir o serviço de design a partir de março de 2012, quando foi renovado o convênio de cooperação técnica e financeira entre Sindmóveis e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).  A iniciativa, que existe desde 2003, inclui ainda o estímulo às exportações de insumos, componentes e tecnologia para a indústria do mobiliário. O convênio prevê investimentos de R$ 4,88 milhões no período 2012-2013, incluindo projetos específicos para os designers. Os mercados-alvo para as iniciativas serão: Estados Unidos, México, Colômbia, Peru, Chile, Argentina, Paraguai, Uruguai, África do Sul, Canadá e Turquia. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.sindmoveis.com.br/orchestra-brasil.