Notícia

  • 16 Ago 2016
    Projeto Orchestra Brasil promove missão prospectiva à África do Sul

Até o dia 19 de agosto, o Projeto Orchestra Brasil de incentivo às exportações, realizado pelo Sindmóveis e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), promove uma missão prospectiva à África do Sul para ampliar oportunidades nesse mercado, que concentra o segundo maior valor em produção moveleira na África, apenas atrás do Egito. Além de uma agenda de negócios, as indústrias Lavrama, Ledervin, Promob e Renner Sayerlack participam da feira WoodPro/Woodworld/Interbuild Africa. A missão passa por Johannesburgo, Cidade do Cabo e região.

A África do Sul é a terceira maior economia da África e, apesar da renda per capita baixa em termos mundiais, ela é 3,5 vezes superior à média dos países da região da África Subsaariana. Sua produção moveleira foi de US$ 1,5 bilhão em 2015, crescimento real de 6,7% em relação a 2014. A título de comparação, esse valor representa metade do produzido na Colômbia e 10% a mais do que no Chile. No ano passado, os gastos do consumidor da África do Sul em móveis foram estimados em US$ 1,44 bilhão, queda real de 5% em relação a 2014. Valores ainda não recuperaram o patamar registrado em 2007, de US$ 2,36 bilhões.

O Projeto Orchestra Brasil existe desde 2006 e promove a inserção competitiva de fornecedoras do setor moveleiro no mercado internacional. Para isso, são promovidos estudos de mercado; missões prospectivas; ações individuais; Projetos Comprador, Vendedor e Imagem, além da participação nas principais feiras mundiais do setor. Atualmente, participam do Orchestra Brasil 62 indústrias. Os mercados prioritários para 2016 são África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Estados Unidos, México, Peru, Turquia e Vietnã.