Notícia

  • 28 Jan 2016
    Projeto Orchestra Brasil: exportações das empresas participantes cresceram 9% em 2015

Em 2015, os valores em dólares das exportações das empresas apoiadas pelo Projeto Orchestra Brasil de promoção das exportações cresceram 9% em relação ao ano de 2014. O desempenho é superior ao das empresas brasileiras não apoiadas e que fabricam os mesmos produtos, em que se registrou queda de 55,2% no mesmo período. O Projeto Orchestra Brasil apoia fornecedores da indústria moveleira, como fabricantes de componentes e tecnologias, e é realizado por meio de uma parceria entre o Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Esse aumento ocorreu em um cenário negativo para as exportações brasileiras totais, as quais foram negativas em 15,1% comparadas ao ano de 2014. A queda nas exportações de produtos brasileiros manufaturados, por sua vez, foi de 8,2%. O presidente do Sindmóveis, Henrique Tecchio, pontua outros indicadores que corroboram o bom desempenho do projeto. “O número de mercados atendidos pelas empresas que participam do Projeto Orchestra Brasil foi ampliado em 5,3%, com um aumento de 7,1% das empresas exportadoras”, enumera.

A Crippa Máquinas, que concentra suas exportações para Argentina e Bolívia, é uma das empresas participantes do projeto. Atualmente, as exportações são responsáveis por 10% de seu faturamento. O Gerente de Exportações, Alexandre Pastrolin, destaca grandes negociações na Bolívia com intermédio do projeto e ótimas prospecções no Peru e Chile com a participação em feiras e missões. “Podemos dizer que os mercados pretendidos pela empresa estão desatualizados mecanicamente, o que abre portas para oferecermos máquinas de ponta com custo muito mais atrativo em relação aos equipamentos europeus, principalmente devido à valorização do dólar/euro”, avalia.

Os mercados que mais contribuíram para o desempenho positivo foram os Estados Unidos - principal destino, com crescimento de 13,7% - e a Bolívia, onde as exportações cresceram 174,3% no período, fazendo do país o segundo maior importador do Projeto Orchestra Brasil. Outros países que podem ser destacados pelo crescimento foram: México (8,7%), Uruguai (10,7%), Canadá (120,2%), Guatemala (4,2%), Turquia (72,6%), Espanha (277,8%) e Bélgica (63,6%).

O Projeto Orchestra Brasil existe desde 2006 e promove a inserção competitiva de fornecedoras do setor moveleiro no mercado internacional. Para isso, são promovidos estudos de mercado; missões prospectivas; ações individuais; Projetos Comprador, Vendedor e Imagem, além da participação nas principais feiras mundiais do setor. Atualmente, participam do Orchestra Brasil 62 indústrias. Os mercados prioritários para 2016 são África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Estados Unidos, México, Peru, Turquia e Vietnã.