Notícia
  • 03 Jun 2015

    Prêmios Salão Design 2015 tem seus vencedores


Foto destaque da notícia

A 19ª edição do Salão Design, maior prêmio de design de produto da América Latina, já tem seus contemplados: foram 15 premiações em dinheiro nas modalidades Estudante, Profissional e Indústria; um prêmio Madeiras Alternativas; um prêmio Professor Orientador e duas menções honrosas. A etapa final foi realizada na última semana de maio, em Bento Gonçalves, quando os jurados avaliaram todos os finalistas.

A comissão julgadora foi composta por cinco profissionais da arquitetura e design, e o grupo teve a experiência a seu favor. Quatro jurados já haviam participado de edições anteriores: as arquitetas Ilse Lang e Isabela Vecci e os designers Ivens Fontoura e Leonardo Lattavo. A estreia da edição ficou por conta da designer Gláucia Binda, que representou a indústria. Considerando quesitos como originalidade, fidelidade do produto em relação ao projeto apresentado, forma e função, ergonomia, acabamento, segurança e sustentabilidade, os jurados apontaram premiados de três nacionalidades: Brasil, Argentina e Uruguai.

De forma geral, a comissão julgadora percebeu um interesse maior dos concorrentes no uso da madeira em seu acabamento natural, com muitos projetos explorando a diversidade de espécies brasileiras. Segundo a ecóloga do Serviço Florestal Brasileiro, Vera Rauber Coradin, nunca houve tantos concorrentes ao Prêmio Madeiras Alternativas quanto neste ano. “Pelo menos 14 projetos estavam aptos a levar o prêmio. É realmente uma conquista do ponto de vista ambiental”, pontua.

Em uma decisão incomum, o produto contemplado com o prêmio Madeiras Alternativas foi também o profissional vencedor na categoria Móveis para Cozinha, Área de Serviço e Banheiro. Na categoria Sala de Estar e Jantar, o júri decidiu premiar dois projetos. O jurado Leonardo Lattavo comenta que muitos finalistas apresentaram soluções tecnológicas, como compartimentos para acomodar fios. Já a jurada Isabela Vecci observou muitas engenhosidades para facilitar a vida do usuário tanto na montagem como regulagem dos móveis. O designer e museógrafo Ivens Fontoura, líder em participação como jurado do prêmio Salão Design, com 11 edições, ressalta o refinamento das técnicas e acabamentos apresentados. “O designer é esse profissional que organiza a vida das pessoas, produzindo conforto e utilidade com economia de material”, define Ivens Fontoura.

Segundo a diretora do prêmio Salão Design, Cristiane Silveira, essa não é apenas uma vitrine de tendências. Ano após ano, a evolução dos processos produtivos é notória e a preocupação com o fazer sustentável vem deixando de ser diferencial para se tornar comum à maioria. Esse é a principal contribuição para a indústria moveleira. “O prêmio Salão Design proporciona uma permuta cultural onde todos aprendem: os participantes e também os observadores do design e a própria organização, que podem perceber as diferenças culturais dos produtos apresentados e a evolução dos participantes com o decorrer das edições”, ressalta.

Com patrocínio de Berneck, o prêmio Salão Design agrega criatividade e inovação tecnológica ao setor moveleiro por meio do design. De forma inédita, neste ano a mostra dos premiados e outros finalistas será em São Paulo, de 12 a 16 de agosto, durante o DW! São Paulo Design Weekend. Os prêmios serão assim distribuídos: R$ 5 mil para cada estudante premiado; R$ 10 mil para cada profissional e dupla premiação na modalidade Indústria, com R$ 10 mil para o designer responsável e divulgação do produto na mídia nacional para a indústria fabricante. 

Para conhecer os premiados, acesse http://www.salaodesign.com.br/blog/contemplados-premio-salao-design-2015/.