Notícia
  • 23 Set 2015

    Nota de repúdio aos votantes a favor do aumento de impostos


O setor moveleiro da Serra Gaúcha, representado pelo Sindmóveis Bento Gonçalves, expressa seu total desapontamento pelos votos a favor dos Projetos de Lei 319/2015 e 320/2015, que tratam de aumentos de tributos no estado do Rio Grande do Sul, aprovados nesta quarta-feira pela Assembleia Legislativa.

Como representante desse setor produtivo, que é o mais relevante para o município de Bento Gonçalves e um dos que mais gera empregos nessa localidade, a entidade não aceita esse posicionamento político sem nenhuma consulta ou diálogo com as entidades de classe.

Mais uma vez a indústria é onerada pela má administração pública e aqueles que deveriam representar-nos não cumprem seu papel político na defesa do setor e, em segunda instância, do próprio eleitor. A indústria moveleira já administra a duras penas suas perdas nos últimos anos, acentuadas nesses meses de 2015. Diante de mais essa má decisão do governo, apoiada pela Assembleia Legislativa, os prejuízos e o fechamento de postos de trabalho serão ainda maiores.

O faturamento do polo moveleiro de Bento Gonçalves, de janeiro a julho de 2015, caiu 6,1% em relação ao mesmo período do ano passado. As exportações tiveram queda de 23,8% no mesmo período. E os postos de trabalho, uma perda que já chega a 8%. Esta não é uma situação que possa ser ignorada e o setor moveleiro não pode se calar diante de mais uma elevação em sua carga de impostos.