Notícia

  • 16 Mar 2016
    Movelsul Brasil já registra visitantes de 36 países nesta edição

Visitantes profissionais do Brasil e de outros 35 países já passaram pela 20ª Movelsul Brasil, principal feira de móveis e complementos da América Latina. Até a próxima sexta-feira, 18, empresas de móveis e complementos de todo o país estarão reunidas em Bento Gonçalves para apresentar as principais novidades do setor. Assim como na última edição, em 2014, a estimativa é gerar cerca de US$ 300 milhões em negócios, num período de 12 meses. Grandes marcas como Bertolini, Tramontina, Dalmobile, Kappesberg, Madesa, Carraro, Sandrin, Artefama, Grupo Herval e Gazin estão entre os 238 expositores do evento, que espera receber mais de 30 mil pessoas durante os cinco dias.

Entre os projetos deste ano, está mais uma edição do Projeto Comprador. Trinta importadores da Argentina, Bulgária, Catar, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, França, Marrocos, México, Moçambique, Panamá, Paraguai e São Martinho participam de rodadas de negócios com 120 empresas brasileiras. A expectativa é que, em meio a um cenário de crise, as exportações permitam a retomada do setor, já que a previsão é de US$ 35 milhões em negócios. “Em relação à importação mundial de móveis, de um valor de aproximadamente US$ 160 bilhões, o Brasil detém menos de 0,5% desse mercado. Existe um grande potencial e as exportações brasileiras ainda tem muito espaço para crescer. Além disso, a desvalorização do real em frente ao dólar coloca o Brasil em um momento muito mais competitivo. Por isso, estamos apostando bastante no mercado externo como forma de impulsionar os negócios desta edição”, avalia o presidente do Sindmóveis, Henrique Tecchio.

Iniciativa do Sindmóveis Bento Gonçalves, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o Projeto Comprador ocorre desde 2000 entre empresas brasileiras e compradores estrangeiros. Além das marcas expositoras, as rodadas deste ano terão a participação de indústrias do Projeto Brazilian Furniture, iniciativa da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) e da Apex-Brasil para incentivar as exportações brasileiras de móveis.

Além disso, a Movelsul Brasil deste ano recebe o projeto Grand Prix Senai de Inovação, onde três equipes multidisciplinares competem em busca de soluções para a cadeia produtiva moveleira. A ideia é propor uma rede de inovação tecnológica para receber, selecionar e criar ideias, conceitos e protótipos. Nesta edição do Gran Prix, cada equipe composta por sete integrantes tem a missão de desenvolver projetos com foco em energia, água, resíduos e segurança no trabalho.

Com patrocínio de Duratex, Renner Sayerlack e Banrisul, a Movelsul Brasil 2016 reúne empresas dos segmentos de escritório, cozinha, dormitórios, área de serviço, banho, móveis para jardim, eletros, copas, salas de jantar e estar, tapetes, estofados e colchões. Aberta ao público profissional (lojistas, representantes, arquitetos, designers, decoradores, importadores, profissionais da construção civil e imprensa), a feira acontece até a próxima sexta-feira, das 12h às 20h, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. Mais informações em www.movelsul.com.br

 

Mais sobre a Movelsul Brasil 

Realizada desde 1977 pelo Sindmóveis Bento Gonçalves, ano em que o setor moveleiro consolidou-se como atividade líder na economia de Bento Gonçalves, a Movelsul Brasil já soma mais 1,5 mil expositores ao longo de sua história. A 1ª Mostra do Mobiliário de Bento Gonçalves, como era chamada na época, reuniu 24 fabricantes de móveis da cidade. A partir de 1988, o evento recebe o nome de Movelsul, reunindo mais de 100 expositores. A data marcou, ainda, a primeira edição do Prêmio Salão Design, que também comemora 20 edições neste ano. A internacionalização da feira consolida-se em 2000, quando acontece a primeira edição do Projeto Comprador. A iniciativa do Sindmóveis, em parceria com a Apex-Brasil, possibilita que empresas brasileiras realizem rodadas de negócios diretamente com importadores de diversos países. A partir de 2012, o evento passou a adotar o modelo seguido pelas principais feiras do setor no mundo, como o Salone Internazionale Del Móbile e IMM Cologne, segmentando seus expositores por categorias de produto. Com isso, o visitante otimiza ainda mais o tempo, ampliando o poder de compra e a tomada de decisão.