Notícia
  • 08 Mai 2014

    Faturamento do polo moveleiro de Bento Gonçalves cresce 2,2% no primeiro trimestre


Foto destaque da notícia Foto destaque da notícia

Com valor faturado de R$ 541,7 milhões, o polo moveleiro de Bento Gonçalves teve crescimento nominal de 2,2% no primeiro trimestre de 2014 em comparação ao mesmo período do ano anterior. Por outro lado, a indústria de móveis do Rio Grande do Sul teve incremento de 10,3% no mesmo período, com faturamento de R$ 1,76 bilhões. 
Conforme o presidente do Sindmóveis, Henrique Tecchio, apesar do crescimento modesto, a indústria moveleira de Bento Gonçalves continua gerando empregos. O saldo trimestral da indústria de madeira e mobiliário no trimestre foi positivo em 124 novos empregos, o que representa um aumento de 1,4% em relação ao final do ano de 2013. “Estamos enfrentando um ano onde há muitas incertezas e a confiança do empresário industrial está em níveis historicamente baixos, principalmente em relação ao futuro da economia. A produção física da indústria de transformação no Brasil do primeiro trimestre de 2014 foi apenas 0,1% superior ao ano passado, enquanto a indústria moveleira nacional amargou queda no período”, contextualiza.
Já as exportações do polo moveleiro de Bento Gonçalves foram positivas em 5,1% no primeiro trimestre de 2014 na comparação com os três primeiros meses de 2013. Ainda assim, o resultado é menor que o alcançado pelo Rio Grande do Sul, onde o crescimento verificado foi de 14,5%. Chile, Colômbia, Uruguai, Peru e Angola, respectivamente, foram os principais mercados para Bento Gonçalves no trimestre.