Notícia
  • 10 Fev 2014

    Faturamento da indústria moveleira de Bento Gonçalves cresce 3,01% em 2013


Foto destaque da notícia

O faturamento nominal da indústria moveleira de Bento Gonçalves (RS) cresceu 3,01% em 2013, chegando a um total de R$ 2,48 bilhões. Mesmo positivo, este crescimento foi muito abaixo ao de 2012, onde registrou-se 7,49% de aumento. Outra questão preocupante foi a geração de empregos do setor moveleiro em Bento Gonçalves, com índice de apenas 0,95% acima do ano anterior.
O crescimento foi alcançado mesmo em um cenário de aumento generalizado de preços e custos. Porém, o presidente do Sindmóveis, Henrique Tecchio, salienta que o aumento real foi nulo ou negativo quando levada em conta a elevação dos custos tributários e de produção. Somente o IGP-M teve aumento de 5,51% em 2013 e a inflação oficial foi de 5,91%. Além disso, as exportações também contribuíram negativamente, com queda de 7,5%. “Estamos apostando na Movelsul para que as indústrias recobrem o fôlego e façam bons negócios ainda no primeiro semestre deste, que será um ano bastante atípico para o Brasil”, aponta.
Quanto ao desempenho do mercado moveleiro no Rio Grande do Sul, o crescimento foi de 13,1% na comparação com 2012, totalizando R$ 7,38 bilhões faturados. As exportações do estado cresceram 2,6% em 2013 e a diferença em relação ao desempenho de Bento Gonçalves foi, em parte, causada pelo aumento de negócios com países como Chile, Uruguai e Paraguai, mercados onde Bento Gonçalves registrou queda. No cenário nacional, as exportações de móveis encerraram o ano em queda de 2,8%, comparado com 2012.
De acordo com dados do IBGE, a indústria em geral brasileira cresceu 1,2% em relação ao ano de 2012. No entanto, o mês de dezembro foi o pior crescimento mensal em cinco anos. Já a produção brasileira de móveis fechou o ano positiva em 2,1%, resultado positivo influenciado principalmente pela indústria moveleira do Paraná.