Notícia

  • 14 Mar 2016
    Começa a disputa do Gran Prix Senai de Inovação

Numa parceria entre a Movelsul Brasil 2016 e o sistema Fiergs, por meio do Instituto Senai de Tecnologia em Madeira e Mobiliário, foi dada a largada uma corrida em busca de melhorias para o setor moveleiro. É o Gran Prix Senai de Inovação, onde três equipes vão trabalhar por 40 horas nos cinco dias da feira de móveis e complementos, que teve início hoje e segue até o dia 18, no Parque de eventos de Bento Gonçalves.

Em uma espécie de competição em tempo real, as escuderias vão criar projetos com foco em energia, água, lixo e segurança no trabalho. Essa é a segunda edição do projeto no Rio Grande do Sul e o objetivo é mobilizar uma rede de inovação tecnológica composta por engenheiros, designers, empreendedores, professores e estudantes, que disputarão as melhores ideias, projetos e processos inovadores para a competitividade da cadeia produtiva moveleira.

O diretor regional do Senai, Carlos Arthur Trein, pontuou que o projeto está alinhado à metodologia open inovation, que atua de forma altamente concentrada em busca de ideias qualificadas e atuais. “Com o Gran Prix, o Senai se aproxima cada vez mais de sua missão, que é apoiar o desenvolvimento da indústria”, afirma.

Para o presidente do Sindmóveis, Henrique Tecchio, o caminho é investir em projetos que despertem o olhar coletivo e proponham diferentes maneiras de fazer algo que já é feito há muito tempo. “Inovar é nunca desistir da mudança. Mais do que reinventar, precisamos olhar para dentro das empresas para que os negócios permaneçam vivos.  O Grand Prix Senai de Inovação reproduz essa nossa busca constante pelo novo”, frisa.

O processo de criação segue a metodologia DIP, Desenvolvimento Integrado de Produto, resultado de uma parceria entre o Senai, o Consorzio Politecnico di Milano (Poli Design, Itália) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), com apoio do Instituto de Ttecnologia de Massachusetts (MIT - Estados Unidos). No último dia da competição, uma banca composta por representantes de empresas, entidades e da sociedade escolherá os melhores projetos, que serão premiados.